quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

"QUERO UM DE ASSAMITA!"

Fala aí pessoal. E essa cardlist de Heirs que não sai hein? Que saco... Bom, mudando de assunto, estava eu de bobeira lá em casa ontem e resolvi entrar no msn. Fazia tempo que eu não o fazia, pois voltei a jogar World of Warcraft e o tempo que sobra eu uso pra saciar este vício. Mas ontem entrei no msn e logo veio o Marcelo de Campo Grande me dizer um “oi”. Não conhecia o Marcelo, mas como ele me disse que era um dos lunáticos que acompanham este blog, resolvi dar uma atenção hehe... Papo vai e papo vem, descobri que ele tem um deck assamita e se eu não me engano começou a jogar recentemente. Senti aquele Deja-vu, pois é impressionante o número de recém abraçados que buscam o clã assassino como deck dos sonhos.

Acredito que a razão para isso é que no RPG Vampiro, a Máscara, o clã é muito bom e interessante. E no Vtes, não? Nosso querido Eduardo Kazan dizia: “Cara, quer ver um deck assamita ficar bom? Tira todas as cartas de Quietus e joga com ele assim mesmo.” Hehehe mas isso foi antes de Lotn. Ele curtiu Loss e se amarrou no deck que eu fiz. E um deck semelhante com esse meu foi um dos últimos campeões norte americanos. É amigo, mas não foi um “de verdade”. Para quem vem com a idéia baseada no RPG, Assamita bom é de porrada, com dano agravado, assassino de aluguel, da black hand, etc. O campeão do NAC era sim um Assamita, mas baseado em bleed e votações. Mas pera aí! Não temos então um deck de Assamita com combate agressivo e bom?

Não vou negar que também cheguei a montar um deck assamita. Não pelos encantos do RPG, mas porque as minhas primeiras cartas e vampiros eram de KMW e Gehena. Vendo que três assamitas eram também Black Hand ( Reza, Yazid e Joe ), corri atrás do que eu não tinha e montei um Assamita Black Hand. O deck era bem razoável e o pessoal se amarrava. Só que eu não estava totalmente satisfeito e desmontei. Anos depois com a vinda de Lords montei o meu “Raça Rubro Negra”, repleto de Loss, Haqim`s Law: Leadership, etc. E estou muito feliz =).

Atendendo então aos pedidos do nosso amigo Marcelo, seguem abaixo duas decklists. A primeira é do Assamita Black Hand revisitado e a segunda é o meu assamita torto que faz vp mais fácil do que o botafogo toma gol. Lembro sempre que estas listagens são relativas ao metagame atual do Rio de Janeiro. Pitacos, mudanças e críticas são sempre bem-vindos.

Deck Name: Izhim, the Watchtower
Created By: Joo
Description: Assamita BH Wall

Crypt: (12 cards, Min: 25, Max: 36, Avg: 7,58)
----------------------------------------------
1 Djuhah aus cel pre OBF QUI7 Assamite
4 Izhim abd Azrael pot CEL OBF QUI THA9 Assamite
3 Joe `Boot` Hill for obf CEL QUI 7 Assamite
1 Nizzam al-Latif dem ANI CEL OBF QUI9 Assamite
3 Reza Fatir obf pro CEL QUI 6 Assamite

Library: (90 cards)
-------------------
Master (17 cards)
1 Fame
1 KRCG News Radio
1 Market Square
1 Pentex Subversion
1 Powerbase: Barranquilla
1 Powerbase: Chicago
1 Powerbase: Montreal
1 Rack, The
1 Rumor Mill, Tabloid Newspaper, The
1 Underworld Hunting Ground
5 Vessel
1 WMRH Talk Radio
1 Watchtower: Four Ride Forth

Action (7 cards)
2 Ambush
2 Bum`s Rush
2 Harass
1 Tattoo Signal

Reaction (17 cards)
4 Black Sunrise
6 Ministry
2 On the Qui Vive
5 Watch Commander

Combat (31 cards)
2 Acrobatics
2 Blur
5 Disguised Weapon
2 Flash
6 Psyche!
4 Pursuit
4 Taste of Death
6 Taste of Vitae

Ally (3 cards)
1 Gregory Winter
2 Procurer

Equipment (10 cards)
6 .44 Magnum
1 Ivory Bow
3 Leather Jacket

Combo (5 cards)
5 Blood Awakening

A dica pra esse deck é montar um forte set up antes de relaxar. Se você tiver um predador de bleed ou voto então... olho vivo! Depois do Izhim, só levante um outro vampiro quando já tiver mostrado que o muro é alto. Se pegar um Malk Antitribu como predador, depois que ele vir a primeira Ministry não vai nem querer mais jogar. Se tu rodar antes disso... só lamento.

A segunda listagem, como eu já disse, é do meu deck. É totalmente diferente do primeiro, porém a estratégia inicial é parecida. Não comece aloprando e bleedando o máximo que puder. Monte seu setup, chame os Webs, faça pool, chame os aliados, etc. Se você começar pesado vai atrair o agro (table hate) e não vai conseguir lidar com isso numa boa. O deck até roda a mesa, mas não de uma vez só. É um deck que exige muita lábia.


Deck Name: Raça Rubro Negra
Created By: Joo

Crypt: (12 cards, Min: 8, Max: 26, Avg: 4,25)
---------------------------------------------
1 Olugbenga ani cel OBF QUI 7 Assamite
1 Hafsa auscel OBF QUI 6 Assamite
2 Alu obf 2 Assamite
2 Kamau Jafari obf QUI 4 Assamite
1 Layla bint-Nadr qui CEL OBF 5 Assamite
1 Vardar Vardarian cel pre OBF QUI 6 Assamite
1 Basir qui 1 Assamite
1 Sajid al Misbah QUI 4 Assamite
1 Sukainah aus qui 3 Assamite
1 Kashan obt pre CEL OBF QUI7 Assamite

Library: (90 cards)
-------------------
Master (16 cards)
2 Heartblood of the Clan
1 Underworld Hunting Ground
2 Vessel
2 Tribute to the Master
1 Black Throne, The
2 Alamut
1 Retribution
1 Archon Investigation
1 Khabar: Community, The
1 Yoruba Shrine
1 Blood Doll
1 Dreams of the Sphinx

Action (34 cards)
2 Psychic Veil
2 Blithe Acceptance
8 Haqim`s Law: Leadership
5 Loss
5 Computer Hacking
6 Web of Knives Recruit
6 Khabar: Glory

Action Modifier (18 cards)
3 Spying Mission
2 Elder Impersonation
4 Veil the Legions
3 Lost in Crowds
3 Faceless Night
3 Cloak the Gathering

Political Action (4 cards)
4 Consanguineous Boon

Reaction (3 cards)
2 On the Qui Vive
1 Delaying Tactics

Combat (6 cards)
6 Gemini`s Mirror

Ally (4 cards)
2 Procurer
2 Ghouls of Plaza Moreria, The

Equipment (1 cards)
1 Reliquary: Shango Remains

Event (1 cards)
1 Narrow Minds

Combo (3 cards)
3 Swallowed by the Night

Confesso que não é um deck fácil de se montar. Tem cartas chave como Ghouls of Plaza Moreria (acredite, você irá aprender a ama-los), Narrow Minds, Alamut, etc, que não são fáceis de conseguir, ou porque são muito procuradas ou porque ficaram esquecidas com o tempo e ninguém mais lembra se tem. Montei esse deck no Lackey e não tinha noção de como seria difícil conseguir os Ghouls. Depois de seis meses indo na casa dos outros e revirando caixas de sapato, pilhas de Spellfire e cartuchos de Phantom, eu desisti. Apelei pro Ebay (é nois que rima manô!). É um dos melhores aliados que eu já vi.

E aí Marcelo? Curtiu? E vocês? Aproveito aqui pra pedir novamente que vocês me mandem sugestões, piadas, decklists, etc, aqui pro blog. Prometo dar o crédito, assim como fiz com o Marcelo. Valeu galera! Descartando e... seguiu!

6 comentários:

  1. Só se for agora! Faz algum tempo que eu sugeri decklists Gangrel Rush e !Gangrel Black Hand... além dessas duas, outra sugestão: !Ventrue. Se rolar, quem sabe até um BH desse clã...
    No mais, blog como sempre muito legal.

    ResponderExcluir
  2. Joo, se eu gostei? huashu ADOREI !
    Pensei que era fake seu de fazer um post só de Assamita, mas...nem foi ^^
    Curti pacas os setlists, vou montar o segundo aqui, ver se funfa legal (o ruim é que você tem que esperar muita coisa.) tenho quase todas as cards aqui, qualquer coisa apelo pro lackey. Ah, e eu sou de Campina Grande, apkospkoas.
    Valeu pelo post, adorei mesmo, MESMO.
    até... Marcelo 'nergal'

    ResponderExcluir
  3. Valeu pelas dicas Cleriston! Vou pensar nos decks. Principalmente no !Ventrue, é um deck q eu já tive e sempre tenho vontade de remontar.

    Foi mal Marcelo! Campina Grande!!! pqp hehe que bom que você gostou!

    ResponderExcluir
  4. Um outro deck que eu cheguei a esboçar no lackey/feld, é o de black hand baseado nos seraph, pq tem algumas coisas legais como seraph's second, tatoo signal e as watchtower's.....mas sei lá, meio que desanimei no processo de montagem mesmo....seria bem legal um deck assim....não sei se ficaria forte e bem competitivo, mas quem sabe....
    Vlw Joao, bom post.

    ResponderExcluir
  5. Juliano Lommez Menezes29 de janeiro de 2010 09:50

    Fala João... Quando é que aparecer aqui por Bel Horizonte, velho? A gente te espera aqui com uma moçada animada.

    Cara, também comecei com "um de assamita" e identifiquei total com o post. Montei um Wall Black Hand com Izhim e Nizzam, Ministry, a coisa toda. Até joguei com ele aí no Rio, com o Thiago e o pessoal aí.

    Realmente o !Malk do playgroup amava Ministry...

    Abraço, velho!

    ResponderExcluir
  6. eu, não entendo como alguem pode fazer um deck assamita de armas se tem dano imprevinivel, eu discordo do kazam se tirar o quietus não vai ser mais assamita e sim um deck qualquer, o diferencial do assamita é a "anulação" de fortitude, meu deck por exemplo, bate de perto, de longe e ainda da bleed, tudo isso com quietus...

    ResponderExcluir